Curso – Estabilidade e Percolação em Barragens (Slope e Seep)

//Curso – Estabilidade e Percolação em Barragens (Slope e Seep)
  • Modelo Referência Site
  • campo-7
  • aula-7
  • aula-13
  • aula-9
  • aula-1
  • aula-6
  • aula-8
  • campo-6
  • geofast
  • geofast
  • 4b31a6ea113b422a70b4144ab5d3f7893617793b
  • aula-9
  • aula-8
  • aula-7
  • aula-6
  • aula-5
  • aula-4
  • aula-3
  • aula-2
  • aula-1
  • campo-6
  • campo-7
  • campo-8
  • campo-9
  • campo-4
  • campo-3
  • campo-2
  • campo-1
  • campo-5

Curso – Estabilidade e Percolação em Barragens (Slope e Seep)

Estabilidade e Percolação em Barragens (programas Slope e Seep) – 7 horas

Preço: R$ 390,00

Condições de Pagamento:  À vista ou parcelado via PagSeguro, crédito a vista.

Promoção (crédito direto à vista): R$290,00, para estudantes de graduação ou alunos recém-formados.

O preço inclui: notas de aula em pdf, licença Slope, Seep e Sigma por 30 dias do GeoStudio 2016 (programa em português), certificado digital participação.

Licença Standard do Programa GeoStudio 2016 (módulos Slope, Seep e Sigma) em português:
Os alunos do curso recebem uma licença plena do programa GeoStudio 2016, módulos Slope, Seep e Sigma, por 30 dias. A licença será instalada no notebook pessoal do participante. O sistema computacional GeoStudio 2016 está disponível na língua portuguesa, tradução feita com apoio da GeoFast.

Informações Gerais

Data(s):

Novas turmas em breve!

Horário(s):

8h30 às 16h30

Público Alvo

Engenheiros civis, ambientais, de minas e geólogos.

Vagas

16 (mínimo de 8 alunos)

Local do Curso

Belo Horizonte. Centro de Treinamento GeoFast BH, Edifício Icon, Rua Ministro Orozimbo Nonato, 102, Sala 2209, Torre A, Vila da Serra.

Informações Acadêmicas

Professor:
Saulo Gutemberg Silva Ribeiro – Doutor em Geotecnia

Mini Currículo:
D.Sc. COPPE/UFRJ; M.Sc. PUC/RJ; prof. UFOP 1989-2012; diretor GeoFast; suporte técnico oficial da GeoSlope International Ltd.; prof. PUC-Minas IEC; prof. NUGEO-UFOP.

Objetivo: Elaborar estudos de fluxo em barragens em zonas saturados e não saturados; fazer plano de instrumentação piezométrica e carta de risco; dimensionar filtros e transições para controle de erosão interna (piping); avaliar as poropressões e posicionamento da linha freática em condições de rebaixamento rápido e enchimento do reservatório.

Conteúdo Programático:

Modelagem em regime de fluxo operacional (regime permanente), enchimento do reservatório e rebaixamento rápido (regime transiente); avaliação dos dados de saída, gradientes hidráulicos (risco de piping) e poropressão (estabilidade). Estudos de estabilidade no final de construção, em condição operacional e rebaixamento rápido.